Festivais de curtas selecionam produções locais

Diário de Pernambuco, 03/09/2008

- [ link na web ]

Os índios Xukuru, de Pesqueira, os estudantes que protestaram contra o aumento das passagens de ônibus nas ruas do Centro do Recife e o garoto que escalava os prédios da cidade para roubar os apartamentos vão ter suas histórias contadas no maior centro urbano do país entre os dias 21 e 29 de agosto, no Festival Intenacional de Curtas-Metragens de São Paulo. Dez filmes pernambucanos foram selecionados em 2008 para essa que é a maior mostra da América Latina dedicada ao formato.

Os curtas de Pernambuco que participam são Menino Aranha, de Mariana Lacerda, Décimo segundo, de Leonardo Lacca, Meu Brasil de poucos, de Lindy Saturno, Ocidente, de Leonardo Sette, O Presidente dos Estados Unidos, de Camilo Cavalcante, Prîara Jõ: Depois do ovo, a guerra, da Komoi Panará, Quilombo do Livramento, da Mãe Preta Vídeo, Xikão Xukuru, da Ororubá Filmes, Cordel da TV Digital, de Luciana Rabelo (da ONG Ventilador Cultural), e Quinze centavos, de Marcelo Pedroso.

O Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo é o maior do Brasil em quantidade de filmes, com 366 selecionados em 2008. O número elevado de sessões também garante o maior público, que em 2007 foi de 28 mil espectadores. É também o evento que atrai mais representantes (olheiros) de mostras estrangeiras, que assistem aos curtas e convidam os cineastas para mostrar seus trabalhos no exterior.

A seleção de O presidente dos Estados Unidos reforça a ótima carreira que o filme de Camilo Cavalcante tem conquistado no Brasil, pois ele já havia sido selecionado para os festivais de Gramado e Brasília, as principais vitrines para curtas-metragens brasileiros. O curta não pôde se inscrever no Cine PE por causa de sua duração, pois tem mais de 20 minutos.

O tema da edição deste ano é Arte e política, motivado pelas eleições no Brasil e pelos 40 anos das movimentações sociais de 1968. Os curtas pernambucanos Cordel da TV Digital (sobre a democratização dos meios de comunicação no Brasil) e Quinze centavos (com cenas da violenta repressão da Polícia Militar de Pernambuco contra os protestos dos estudantes por causa do aumento nas passagens de ônibus) integram o programa especial Carta branca ao submarino vermelho, dedicado a filmes que tratam de questões políticas e manifestações subversivas.

Ainda entre os pernambucanos, há uma expectativa em torno de Menino Aranha, dirigido pela jornalista Mariana Lacerda, que faz sua estréia como cineasta. Seu curta, que ainda está inédito, foi filmado com recursos do Programa Petrobras Cultural e faz uma investigação poética e documental sobre a vida do menor Tiago da Silva, que ganhou o apelido do título porque escalava altos edifícios para roubar. Ele foi morto com mais de 20 tiros em 2006, aos 18 anos, após ter sido preso sete vezes durante a adolescência.


Na Imprensa


Entre em contato com a assessoria para receber as fotos em alta resolução.




Na Imprensa


Cartaz Comunicação
Leandro Matulja e Sandra Calvi

Informações para imprensa:
Márcia Vaz - 55 (11) 3871.3030 / 55 (11) 9252.3192
marcia@agenciacartaz.com.br

Programe-se

O 20° Curta Kinoforum - Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo acontecerá de 20 a 28 de agosto de 2009.

> Entrar

Crítica Curta

Visite o Blog do Kinoforum Crítica Curta 2008.

> Sobre o Blog

Seus Comentários

Sua participação é muito importante para nós. Deixe aqui seus comentários sobre o festival, filmes, site...

> Comente

Deixe aqui seu
e-mail e receba nossas novidades