Por filmes No site

Filmes

Programas Brasileiros

Foi no frescor do outono que o barco zarpou. Composta por sete  marujos, a tripulação levou na bagagem as mais de 600 inscrições  brasileiras recebidas em 2012. Na carta de navegação, uma travessia  pelos oceanos de diversidade dos 24 estados que enviaram filmes.

A jornada foi longa. Cada filme foi assistido por pelo menos três  tripulantes e, depois de uma longa conversa, foram pré-selecionados  200 curtas. Esses filmes foram então assistidos por toda a tripulação,  que se reuniu em mais um debate, o que resultou na seleção que  compõe os programas brasileiros do Festival. A longa viagem foi  empreendida a partir da pluralidade de olhares dos membros do  comitê de visionamento, para se chegar a uma rota que contemplasse  toda essa diversidade.

Já era inverno quando a embarcação atracou. Ao chegar ao porto trazia os 147 filmes que compõem a Mostra Brasil, Panorama Paulista,  Cinema em Curso e KinoOikos, além dos 15 da produção das Oficinas  Kinoforum. A viagem arejou o pensamento de cada tripulante sobre o  cinema de curta-metragem, um formato que permite as mais variadas  nuances e passa ao largo de uma definição precisa. O que no fundo  nos deixa feliz, pois é na experimentação de novos caminhos que o  curta brasileiro se fortalece como expressão cultural.

Como o barco precisa seguir navegando, o convite agora é para  mergulhar na intensidade das águas das sessões do Festival. Sem a  necessidade de colete salva-vidas, pois os espectadores não correm  o risco de ver a embarcação perder o rumo. Afinal, o curta brasileiro  segura firme o seu próprio leme. 

Imprimir