Por filmes No site

Apresentação

Nunca cansamos de comemorar a rapidez e a inventividade do curta-metragem para detectar as questões mais urgentes do mundo. Quando concluímos a programação a cada ano, é um prazer observar como a visão particular do artista consegue dar conta do sentimento de tantos. Este ano, a seleção mais uma vez traz um retrato urgente do momento. Com uma diferença: apesar de tudo, o humor vem com força.

Ninguém menos do que Laerte assina o cartaz desta edição, representando de forma irônica a situação atual. O humor está presente na seleção dos programas tradicionais e também foi nossa escolha em alguns programas especiais, com uma série de filmes já exibidos no Festival e também seleções atuais. E, claro, não falta na tradicional programação de filmes inscritos para a Mostra Internacional, Mostra Latino-americana e Programas Brasileiros, um panorama do que há de mais atual no formato.

As mulheres, que a cada ano comparecem com mais representatividade na programação, este ano trazem olhares dos mais diversos — de ontem e de hoje, de si mesmas e das mulheres que as inspiram, de ancestrais e descendentes. De oficinas de realização audiovisual de todo o Brasil também vêm olhares inusitados e sempre atuais, presentes na programação brasileira em vários programas.

Mais uma vez estreitamos laços com os patrocinadores, correalizadores, parceiros e apoiadores que garantem a realização deste evento já há 28 anos. E também com festivais parceiros de várias partes do mundo — Chile, França, Israel — que ajudam a compor a programação.

E não podemos deixar de agradecer os grandes protagonistas de todo esse trabalho — uma amostra de cerca de 350 filmes, de quase 40 países — que são os realizadores e suas equipes, responsáveis pelos filmes que vocês vão assistir.
Aproveitem muito e ótimo festival para todos nós!

Zita Carvalhosa
Diretora do Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo

Imprimir